Entre em contato com a gente

Tem alguma dúvida ou sugestão? Manda uma mensagem!

E-mail
contato@restaurantedesucesso.com.br

Telefone 
(11) 3087-6688

Whatsapp

(11) 93207-4848

 

Endereço
Rua Butantã, 194
Pinheiros
São Paulo – SP

Nos siga nas redes sociais

Como ganhar dinheiro com a culinária “Melting Pot”?

 

Você já ouviu falar da culinária “Melting Pot”? O conceito tem ganhado força no país e tem trazido aos empreendedores da área de restaurantes uma oportunidade imensa de conseguir, enfim, chegar o mais próximo possível de “agradar a Gregos e Troianos”.

Baseando-se na ideia de unir a culinária tradicional com elementos de culturas diversas do mundo, a culinária “Melting Pot” traz aos clientes de restaurantes diversos a oportunidade de unir sabores já conhecidos e experimentar novos, ao mesmo tempo.

Quem não é apaixonado pela culinária francesa, ou italiana? Agora, imagine unir o melhor de seus pratos com elementos das cozinhas filipinas, persas, coreanas…

A culinária “Melting Pot” traz, porém, mais do que apenas benefícios ligados à experiência gastronômica, focando-se, também, em reduzir os custos da montagem e construção de pratos diversos.

Como a culinária “Melting Pot” pode trazer dinheiro à restaurantes?

Uma vez que a culinária “Melting Pot” precisa trabalhar com elementos simples de grandes composições culinárias estrangeiras, o custo final do prato tende a ser mais barato do que trabalhar com eles individualmente.

– Isso acontece uma vez que vários produtos podem ser incorporados em um só, criando pratos simples, mas diferenciados e que podem valer mais do que pratos mais tradicionais.

  • Esse novo modelo de negócios está dominando a área culinária já há algum tempo, evoluindo de restaurantes “3 em 1” (churrascarias + pizzarias + comida japonesa) para pratos que unem todos esses e mais conceitos.

Para que se compreenda a oportunidade que esse estilo de culinária pode trazer para o mercado de restaurantes, é importante ter em vista exemplos de sucesso do empreendimento.

Exemplos de sucesso da culinária “Melting Pot”

A culinária “Melting Pot” também pode ser chamada, por alguns, de “culinária social”. Um exemplo disso é o dado pelo restaurante dinamarquês Gustu, que levou, recentemente, à Bolívia, a ideia de variedade na cozinha.

– Ele incorporou na culinária dinamarquesa itens da culinária boliviana e nórdica, praticando, além disso, o respeito às fases de maturação e colheita dos alimentos.

– Esse exemplo é bastante importante para ser aplicado no Brasil, uma vez que a culinária boliviana se mostra bastante similar à brasileira, contando com arroz, trigo, batata, frango, porco, milho e mais elementos brasileiros como pontos altos de seus pratos.

Porém, o Brasil possui, por si só, excelentes exemplos da “culinária social”, como o restaurante Pho.336, que fica em Bom Retiro. Ele incorpora elementos da cultura vietnamita em seus pratos e sua especialidade é a sopa Pho.

Outro exemplo é a cafeteria UM Coffee Co., que reúne o melhor da culinária mineira com elementos americanizados da cultura Geek, gerando uma culinária “Melting Pot” perfeita para os cafés da tarde e da manhã.

Qualquer horário é válido

Conforme visto, não só de restaurantes vive o conceito de culinária social. Permitindo que clientes experimentem itens que já gostam com toques de novidade, não é surpreendente que esse ideal esteja dominando o mercado.

Mais do que uma ideia inovadora, o melting pot é um conceito inovador como modelo de negócio, trazendo aos consumidores famintos por novidades os diferenciais que tanto procuram.

Além do mais, nada impede que o melting pot seja aplicado durante exposições artísticas e em espaços públicos, sendo até mesmo uma oportunidade de divulgar espaços que estão apostando em sua implementação.

Saber mais sobre a culinária “Melting Pot” pode não apenas ser uma excelente ideia para melhorar os resultados de venda de seu restaurante, mas também se apresentar como uma alternativa de menor custo ao tradicional.

Aposte nessa ideia e aplique a culinária “Melting Pot”, ou culinária social, em seu espaço gastronômico, garantindo a competitividade necessária para sobreviver no mercado atual.